Jovem é preso em Itaporanga suspeito de ter matado mulher na cidade de Sousa e jogado corpo em calçada

O principal suspeito de ter matado Cristyan Kennya Alves Cavalcante, de 31 anos de idade, que foi achada morta no início da madrugada do último dia 26, em uma calçada da rua Herotildes Serafim dos Santos, no bairro Sorrilândia I, em Sousafoi preso na manhã desta sexta-feira (08) na cidade de Itaporanga, no Vale do Piancó.

Conforme a Polícia Civil, a prisão foi realizada por meio do Grupo Tático Especial (GTE) da cidade de Sousa e da 19° Delegacia Seccional, e conforme as investigações, o assassinato aponta para um feminicídio.

Diversas ações foram executadas, desde a captura e análise de imagens de câmeras de monitoramento, coleta de microvestígios e aplicação de luminol.

O delegado da Polícia Civil que conduziu as investigações, Tadeu Maia, representou pela busca e apreensão na residência do autor e pela sua prisão preventiva, havendo manifestação rápida e favorável por parte do Ministério Público e do Poder Judiciário.

A prisão foi realizada na manhã de hoje, após intenso trabalho de campo empreendido pelos Investigadores do GTE e a formalização do procedimento, em sede cartorária.

A operação contou com o apoio dos peritos da Polícia Científica de Cajazeiras, que coletaram diversas evidências na cena do crime.

O preso tem 18 anos de idade e foi conduzido para a Delegacia de Polícia Civil onde aguarda a realização de audiência de custódia.

A Polícia Civil explicou que o nome dado a Operação – Luminosidade – “faz referência a necessidade latente de “lançar luz” sobre os crimes praticados contra as mulheres, revelando os autores, que muitas vezes se valem da privacidade do lar para tentar se manter impunes. Outra referência importante da nomenclatura ressalta o alto nível investigativo, através da utilização de tecnologias e da ciência nas apurações criminais, como foi o caso”.

ENTENDA O CASO

O corpo de Cristyan Kennya Alves Cavalcante foi encontrado no início da madrugada do dia 26 de fevereiro deste ano, em uma calçada da rua Herotildes Serafim dos Santos, no bairro Sorrilândia I, na cidade de Sousa, Sertão paraibano.

Segundo informações da Polícia Militar, pessoas da localidade passavam pelo local quando se depararam com a vítima caída ao solo, com aparência de um hematoma na face e sem roupa. De imediato acionaram a PM e SAMU que de prontidão se deslocaram até o local onde procederam com os atos necessários à ocorrência.

Conforme apurado pelo Diário do Sertão junto ao IPC de Cajazeiras, a vítima era natural de Campina Grande e residia na rua Cilinha Gadelha, no bairro da Areia, em Sousa-PB.

DIÁRIO DO SERTÃO