‘Muito ciumenta’, diz família sobre mulher suspeita de matar companheiro

“[Ela] não estava aceitando que ele queria terminar, porque ela era muito ciumenta. Ele não aguentava mais”, afirma Tauane Felicio, sobrinha da vítima.

Segundo o delegado Rodolfo Latif Seba, responsável pelas investigações, Brenda Caroline Pereira Xavier, de 29 anos, é a principal suspeita pelo crime.

A mulher, que teria ligado à mãe e pedido ajuda para o companheiro após o crime, não foi encontrada pela polícia para prestar depoimento.

A ocorrência foi registrado como homicídio e as circunstâncias são investigadas pela Polícia Civil.

Relação conturbada

Natural de Praia Grande (SP), Silva atuava como corretor de imóveis e morava em Ribeirão Preto há cerca de quatro anos. De acordo com a sobrinha, o homem teria se mudado para a cidade para trabalhar e estudar.

Enquanto morava no município junto a um irmão e à mãe, o corretor conheceu Brenda, com quem mantinha um relacionamento há pouco menos de um ano.

“Ele era muito amado e muito querido, era um bom homem, trabalhador, esforçado. Ele tinha deixado a profissão dele pra acompanhar ela [Brenda] no trabalho dela”, aponta Tauane.

Após alguns meses, o casal passou a morar junto, em uma casa no bairro Ribeirão Verde, local onde o crime aconteceu na noite de domingo.

Ainda segundo a sobrinha da vítima, um dia antes do corretor ser morto esfaqueado, ele conversou com a família por chamada de vídeo e afirmou o desejo de romper o relacionamento com a parceira.

“Antes de ontem ele estava em chamada de vídeo falando que ia voltar pra casa da minha avó, até levou as roupas dele de volta, porque queria se separar”, diz.