Drones vão ser usados para combater mosquito da dengue em imóveis abandonados de João Pessoa

A decisão de utilizar drones leva em conta o aumento de casos notificados de dengue em João Pessoa. Foram 1.191 em fevereiro e, até agora, 200 em março.

Drones serão usados para soltar inseticidas em focos de água parada localizados em ambientes particulares fechados em João Pessoa. A estratégia para combater o mosquito da dengue foi anunciada pelo secretário de Saúde Luís Ferreira, nesta quarta-feira (13), durante entrevista ao programa 60 Minutos, do Sistema Arapuan de Comunicação.

De acordo com o gestor, os equipamentos que estiverem sem moradores e que possuem piscinas ou outras poças de água serão alvo da dedetização.  “Os drones irão pulverizar inseticidas para a prevenção da dengue.

A decisão de utilizar drones leva em conta o aumento de casos notificados de dengue em João Pessoa. Foram 1.191 em fevereiro e, até agora, 200 em março.

“Ambientes sem morador e de difícil acesso, a aplicação terá a mediação via drone”, disse o gestor.

Ainda segundo ele, não há um prazo para o início desse tipo de dedetização, uma vez que segue em fase de estudo para verificar a viabilidade econômica.

Por ClickPB