Tiktoker é preso após tentar matar ex a facadas

O tiktoker Kaick Felix, de 30 anos, foi preso após invadir a casa da ex-namorada, de 20, e golpeá-la ao menos dez vezes com uma faca em Itatiba, no interior de São Paulo. A vítima já tinha uma medida protetiva contra o influenciador, determinada pela Justiça. O caso está sob sigilo.

Kaick é conhecido no TikTok por fazer vídeos elogiando as seguidoras e um de seus perfis tinha mais de 620 mil seguidores. A tentativa de feminicídio ocorreu na última sexta-feira, 8, mas só veio a público nesta semana.

Ao Terra, a Secretaria de Segurança de Pública de São Paulo (SSP) informou que o caso ocorreu no imóvel da vítima, na Avenida Aurora Fernandes Zanuto, no Jardim México. O agressor invadiu a casa, onde conseguiu golpear a vítima com uma faca. Ele tentou fugir, mas foi preso por equipes da Guarda Civil Municipal.

A vítima foi encaminhada à Santa Casa local e está internada na UTI. Segundo a família, ela está bem, apesar do susto. O caso foi registrado como violência doméstica, descumprimento de medida protetiva de urgência e tentativa de feminicídio.

O Terra não conseguiu localizar a defesa de Kaick Felix até o momento. O espaço permanece aberto para manifestações.

A reportagem também solicitou mais informações a respeito da prisão do suspeito à Prefeitura de Itatiba, mas não teve retorno.

Era violento
Conforme a TV Record, os dois tiveram um relacionamento por três anos, mas a jovem sofria violência física e psicológica por parte de Kaick. “No princípio era tudo feliz. Os dois eram feitos um para o outro. Simpático, tratava ela bem, risadinha para lá, para cá”, afirmou o pai da jovem, Robson Furlan.

Mas quando ninguém via, o suspeito a maltratava de várias formas. “Ele batia, agredia ela. Cortou todos os perfis dela da internet, não deixava ela ter. Isso por trás, na frente da gente, era um doce. Com medo, ela não falava para a gente. A verdadeira face dele está aí agora. Só a gente conheceu a verdadeira face de Kaick Felix da Silva. Quase a destruiu e levou minha filha à morte. Um assassino, psicopata”, desabafa o pai.

A violência contra a vítima começou a se intensificar quando ela decidiu terminar o namoro. Depois disso, passou a receber ameaças, e o influenciador deixava bilhetes e invadia a casa da família, segundo Robson. Depois de um tempo, ela pediu uma medida protetiva contra ele.

Premeditado
Na noite do crime, segundo a família, Kaick se escondeu em uma praça na frente da casa da vítima, e esperou até que o padrasto e a mãe dela fossem para a igreja. Após se certificar que a jovem estava sozinha, o rapaz pulou o muro e invadiu a residência. Ele tentou entrar pela porta, mas estava trancada.

Ao perceber que o ex estava no local, a jovem ligou para seu pai pedindo ajuda. Nesse momento, o agressor percebeu que a janela estava destrancada, rasgou a tela e partiu para cima da ex-namorada.

“Eu estava trabalhando, eram 19h10 e ela me ligou. Prontamente, eu saí correndo, achei uma viatura da Guarda Municipal de Itatiba, expliquei para ele e chegamos na residência. A hora que ele [Kaick] viu, pulou para fora da casa. Eu saí do carro e fui correndo atrás dele, até pegar. Joguei ele no chão, a polícia veio e me tirou de cima dele, e eu vim socorrer a minha filha, que até então eu não sabia que estava toda esfaqueada”, explica o pai à emissora.

Justamente por Kaick ter esperado o momento certo para atacar a jovem, o pai acredita que o crime foi premeditado. Segundo Robson, o rapaz estava de luva, um simulacro de arma, touca e boné. “Ele veio preparado para matar”, diz.

“Para mim, ele só teria invadido para dar um susto, conversar, algo assim, nunca imaginei que ele ia fazer o que ele fez. […] Um psicopata um dia que sai [da cadeia] pode voltar e terminar o serviço, né? A gente não sabe o que passa na cabeça deles”, conclui.

terra