Vasco dá vexame no Maracanã, é eliminado, e o Nova Iguaçu fará a final do Carioca contra o Flamengo

0
2

O Vasco foi derrotado pelo Nova Iguaçu, por 1 a 0, ficou mais uma vez fora da final do Carioca e saiu de campo vaiado e com protestos da torcida

Enquanto o Vasco deu vexame, o Nova Iguaçu fez história no Campeonato Carioca. Neste domingo, o Cruz-Maltino foi derrotado por 1 a 0, mais uma vez ficou fora das finais, e viu o time da Baixada Fluminense chegar na decisão do Estadual para enfrentar o Flamengo. O Nova Iguaçu tinha a vantagem do empate, mas ainda conseguiu a vitória com um belo gol de Bill, cria do Rubro-Negro. Assim, o Carioca voltará a ter um time de menor investimento na final depois de quase 20 anos. O último havia sido o Volta Redonda, em 2006.

Pelo terceiro jogo seguido, o Vasco ficou muito abaixo do esperado, ficou longe de conseguir a necessária vitória para chegar nas finais do Campeonato Carioca, e ainda saiu de campo vaiado e com protestos da torcida vascaína contra a diretoria.

Vasco entra em campo com mudança tática

Depois de um jogo ruim na última semana, contra o mesmo Nova Iguaçu, o técnico Ramón Diaz promoveu mudanças significativas no time do Vasco para o jogo deste domingo. O treinador abandonou o esquema com três zagueiros, adiantando Medel para o meio, como volante, e também colocando em campo o meio-campista Praxedes, para tentar dar mais criatividade ao time, ao mesmo tempo em que tentou dar mais segurança na marcação com o chileno no meio.

Além disso, Ramón Diaz optou por escalar Rojas na lateral-direita entre os onze inicias, deixando Paulo Henrique, que vinha sendo titular neste começo de temporada, no banco de reservas.

Vasco sofre menos, mas pouco ameaça

As mudanças de Ramón Diaz até surtiram efeito, mas apenas parcialmente. Mas também pela situação do confronto. Com a vantagem no duelo, o Nove Iguaçu adotou uma postura ainda mais reativa do que no primeiro jogo, deixando o Vasco com a bola. Isso fez o Cruz-Maltino sofrer menos do que sofreu no primeiro jogo, quando cedeu mais de 20 finalizações ao time adversário.

O Vasco começou a partida controlando o jogo e tocando a bola, mas sem conseguir infiltrar na área adversárias e com dificuldade para finalizar as jogadas. A melhor chance vascaína aconteceu em boa finalização de Galdames de fora da área, que obrigou o goleiro Fabrício a fazer grande defesa.

Mas, ao poucos, o Nova Iguaçu passou a sair para o jogo. E, bem entrosado, como já mostrou ao longo deste Campeonato Carioca, o time da Baixada Fluminense tocava bem a bola procurando espaços na defesa do Vasco. Mas o Nova Iguaçu também teve problemas na conclusão das jogadas e Léo Jardim pouco trabalhou no primeiro tempo, apenas para cortar cruzamentos e em um chute tranquilo de fora da área.

Nova Iguaçu é eficiente contra um Vasco inoperante

Mesmo com o primeiro tempo abaixo do esperado, o Vasco voltou para o segundo tempo sem alterações. E o técnico Ramón Diaz ainda demorou nove minutos para perceber que o time precisava de mudanças. Ele, então, colocou Paulo Henrique e David em campo, melhorando o lado direito da equipe.

Mas isso ainda foi insuficiente para o que o Vasco precisava. O time continuou pouco criativo, praticamente sem ameaçar o time adversário, que se defendia bem e tentava sair para o jogo quando tinha a bola. O time da Baixada, inclusive, chegou a ter um pênalti marcado a seu favor, mas o lance foi corretamente anulado após revisão no VAR.

O Vasco, por sua vez, só conseguiu chegar com perigo na bola parada. Aos 29′, em cobrança de escanteio, Sforza, que havia acabado de entrar, subiu e cabeceou com força, mas Fabrício fez uma grande defesa, evitando o gol vascaíno. Para completar, na sequência do lance, o goleiro fez um ótimo lançamento para Yago, que puxou o contra-ataque pela direita. Ele tocou para Carlinhos e o centroavante só rolou para Bill, que finalizou na saída de Léo Jardim e abriu o placar para o Nova Iguaçu.

Se o empate já servia para o Nova Iguaçu, o gol deu ainda mais tranquilidade ao time da Baixada, que se defendeu bem a praticamente não cedeu boas chances de finalização para o Vasco. O Cruz-Maltino teve a bola no fim do jogo, mas abusou dos cruzamentos e não conseguiu nem sequer chegar perto do empate, que ainda seria insuficiente para o time. Sem a vitória, o Vasco acabou eliminado e fora da final do Carioca por mais uma temporada.

Próximos jogos do Vasco

  • Vasco x Grêmio — Campeonato Brasileiro — sábado ou domingo, 13 ou 14 de abril de 2024, horário a definir;
  • Red Bull Bragantino x Vasco — Campeonato Brasileiro — quarta-feira, 17 de abril de 2024, horário a definir;
  • Fluminense x Vasco — Campeonato Brasileiro — domingo, 21 de abril de 2024, horário a definir;

Por Trivela

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui