“Prenderam Lula por muito menos”, diz Jackson Macêdo após Polícia Federal indiciar Jair Bolsonaro por falsificar dados de vacinação

“Prenderam Lula por muito menos. Se fosse alguém do PT as consequências eram graves”. A fala foi concedida pelo presidente do PT na Paraíba, Jackson Macêdo, nesta terça-feira (19) ao programa Arapuan Verdade, da Arapuan FM. Ele comentou o indiciamento feito pela Polícia Federal contra o ex-presidente Jair Bolsonaro (PL), suspeito de forjar dados sobre a vacinação contra a covid-19.

O ex-presidente foi alvo de uma delação premiada feita pelo seu ex-ajudante de ordens, o tenente-coronel Mauro Barbosa Cid. Como acompanhado pelo ClickPB, Jackson Macêdo falou que o ato cometido por Bolsonaro é criminoso.

“O indiciamento é muito grave. É um fato comprovado através de delação premiada. Ato criminoso e preocupante porque vem de um ex-presidente. Temos vários elementos para a responsabilização do ex-presidente. Prenderam Lula por muito menos”, reclamou Jackson Macêdo.

O presidente do PT provocou a Polícia Federal e o Supremo Tribunal Federal (STF). Ele deixou claro que os órgãos precisam agir para responsabilizar Bolsonaro por seus atos.

“Mais do que nunca está na hora da PF, do STF e da Justiça darem um recado duro para esse senhor. Ele falsificou um documento público para ter acesso a outros países”, finalizou Jackson Macêdo.