Após um ano, corpo de bebê abandonado pelos pais em lixeira continua no IML, em João Pessoa

O corpo de um bebê, que foi encontrado há um ano em uma lixeira na cidade de Cabedelo, na Grande João Pessoa, continua no Instituto Médico Legal (IML), em João Pessoa. A informação foi repercutida, nesta sexta-feira (22), no programa Tribuna Livre, da TV Arapuan.

À época, o corpo foi encontrado por um catador de recicláveis. O caso ganhou repercussão após ser divulgado com exclusividade pela TV Arapuan.

De acordo com apuração da TV Arapuan, o catador acionou a polícia após abrir a caixa e constatar que se tratava de um bebê, já sem vida. Além da polícia, o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) também esteve no local.

Após investigação da polícia, os pais da criança foram identificados como estudantes de medicina. Em depoimento prestado à polícia, a mãe contou que não sabia que estava grávida, porque não apresentava sinais típicos de gravidez. Na versão dita para a polícia, ela afirmou que as duas famílias não sabiam da gravidez e que o casal temia a reação dos familiares quando descobrissem.