Promotora de Justiça morre após passar mal durante júri no interior do RN

Engracia Guiomar Rêgo Bezerra Monteiro, promotora de Justiça de 56 anos, faleceu na madrugada desta quinta-feira 21 no Hospital Regional Tarcísio Maia, em Mossoró, após passar mal durante um júri na cidade de Ipanguaçu, no Oeste potiguar.

A promotora estava atuando no júri quando começou a sentir-se mal e foi levada para o hospital em Mossoró, onde veio a óbito. A causa da morte não foi divulgada.

O Ministério Público decretou um dia de luto oficial e expressou solidariedade aos familiares e amigos. Engracia Monteiro completaria 10 anos de Ministério Público em 1º de abril. Ingressou na instituição em 2014 como promotora substituta em Extremoz, atuando também em João Câmara e Umarizal. Desde 2018, ocupava o cargo de promotora titular em Campo Grande e estava em substituição em Ipanguaçu.

Além de sua atuação no Gaeco, Monteiro era coordenadora do Comitê de Prevenção e Enfrentamento dos Assédios Moral e Sexual do MPRN.

O velório está marcado para as 12h desta quinta-feira 21 no cemitério Morada da Paz, em Parnamirim, na Grande Natal, e o sepultamento está agendado para as 19h.

Confira a nota do MPRN na íntegra:

O Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN) comunica, com pesar, o falecimento da promotora de Justiça Engracia Guiomar Rego Bezerra Monteiro, aos 56 anos, ocorrido na madrugada desta quinta-feira (21). O MPRN manifesta toda solidariedade aos familiares e amigos. A procuradora-geral de Justiça, Elaine Cardoso de Matos Novais Teixeira, instituiu luto oficial por um dia na instituição.

Engracia Monteiro ingressou no MPRN em 1ª de abril de 2014, como promotora de Justiça substituta em Extremoz. Ainda como substituta, foi promotora de Justiça em João Câmara e em Umarizal. Desde 2018, Engracia Monteiro era promotora de Justiça titular em Campo Grande e atualmente também estava em substituição em Ipanguaçu.

A promotora de Justiça Engracia Monteiro também atuou no Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) e atualmente era coordenadora do Comitê de Prevenção e Enfrentamento dos Assédios Moral e S€xual do MPRN.