Homem é preso após cortar corda que segurava trabalhador enquanto ele limpava fachada de prédio

Um homem  foi preso em flagrante depois de cortar a corda que segurava um trabalhador que limpava a fachada de um prédio em Curitiba. Segundo o Ministério Público do Paraná (MP-PR), a vítima fazia a limpeza, no 6º andar do edifício, preso por uma corda que estava amarrada no telhado do prédio. Durante o trabalho, o suspeito, que mora na cobertura do edifício, no 27º andar, cortou a corda com uma faca.

Conforme o MP-PR, a vítima só não despencou por conta de um dispositivo de segurança que impediu a queda. O caso aconteceu no bairro Água Verde.

O fato aconteceu em 14 de março, mas foi divulgada na segunda-feira (24) pelo MP, que denunciou o homem por homicídio tentado. A Justiça pode, ou não, aceitar a denúncia. O suspeito teve a prisão preventiva decretada e, portanto, não há previsão para deixar a cadeia.

Investigação

 

Após o corte, a polícia foi acionada. No local, os agentes precisaram arrombar a porta de um dos quartos do apartamento, onde Pelegrin foi encontrado e reconhecido pela vítima.

Na sacada do apartamento, de acordo com o MP, os policiais encontraram a faca usada no crime e um pedaço da corda cortada.

O MP informou que o motivo para o crime ainda é desconhecido.

Durante o interrogatório policial, o agora denunciado ficou permaneceu em silêncio e “sustentou não saber os motivos de ter sido conduzido à delegacia”.

Na denúncia contra o homem, o MP considerou duas qualificadoras: recurso que dificultou a defesa da vítima e uso de meio insidioso – ou seja, o crime foi feito sem que a vítima percebesse.

A defesa de Pelegrin entrou com pedido de habeas corpus pedindo a liberação dele por ser dependente químico. Informando ainda que ele seria levado para uma clinica de tratamento.

A Justiça negou e o homem continua preso preventivamente na Cadeia Pública de Curitiba.

Ameaças

 

Cadeia Pública de Curitiba — Foto: Divulgação

Cadeia Pública de Curitiba — Foto: Divulgação