Saúde e Forças de Segurança da Paraíba usam drones para monitorar e identificar focos de dengue

A Secretaria realizou, nesta terça-feira (26), o primeiro voo piloto com drone para identificar possíveis focos do mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, zika e chikungunya. A ação foi realizada na sede do Detran-PB, em Mangabeira.

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) e as em parceria com as Forças de Segurança da Paraíba estão usando drones para monitorar e identificar focos de dengue. A Secretaria realizou, na manhã desta terça-feira (26), o primeiro voo piloto com drone para identificar possíveis focos do mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, zika e chikungunya. A ação foi realizada na sede do Detran-PB, no bairro de Mangabeira, em João Pessoa.

A SES está atuando em parceria com a Polícia Civil, Polícia Militar, Corpo de Bombeiros Militar e o Departamento Estadual de Trânsito (Detran-PB).

O chefe do Núcleo de Fatores Biológicos e Entomologia da SES, Nílton Guedes, explicou que, a partir do voo piloto, serão adotadas estratégias de combate aos focos do mosquito transmissor da dengue, zika e chikungunya.

“Essa nova tecnologia vai nos proporcionar a encontrar focos aonde o agente de saúde não consegue localizar, a exemplo de pontos aéreos, como calhas, piscinas e prédios abandonados e isso vai fazer com que os agentes de saúde cheguem, em tempo hábil, e façam esse controle do mosquito”, disse o chefe do Núcleo.

Nílton trabalha há mais de quatro décadas com controle de focos e está otimista com a novidade. “Estou muito motivado. Eu sou do tempo que os agentes de saúde andavam com escadas, o que causava muitos transtornos e riscos de acidente. E agora, com essa tecnologia, juntamente com as Forças de Segurança e esses equipamentos modernos, uma certeza nós temos: vamos conseguir chegar de forma rápida, identificar e direcionar o controle correto”, ressaltou.

Foram usados, na ação de hoje, drones do Corpo de Bombeiros e da Polícia Militar. De acordo com o capitão Adílson, do Comando de Operações Aéreas da Polícia Militar, além das atividades rotineiras da PM, nas quais as aeronaves têm auxiliado contribuindo com prisões e apreensões no combate ao crime organizado, os drones ganham uma nova atribuição. “Da mesma forma que usamos essa ferramenta para zelarmos pela segurança dos cidadãos, agora, ela estará voltada também para combater o mosquito da dengue, zika e chikungunya”, pontuou.

No Corpo de Bombeiros, rotineiramente, as aeronaves são utilizadas em busca e salvamento; perícia de incêndios; afogamentos e no monitoramento de praias, identificando as áreas onde necessitam de maior contingência policial.

drones, dengue
Foto: Secom-PB
drones, dengue
Foto: Secom-PB
drones, detran-pb
Foto: Secom-PB
detran-pb drone,
Foto: Secom-PB

Por ClickPB com informações da Secom-PB