Em liberdade provisória, Daniel Alves deve enfrentar novo julgamento

Daniel Alves, condenado por estupro na Espanha, mas em liberdade, terá novo julgamento agora por suposto delito no Brasil

Após mais de um ano preso em Barcelona, Daniel Alves foi julgado e condenado no último mês a quatro anos e meio por estuprar uma mulher espanhola em uma boate no fim de 2022. No entanto, a Justiça da Espanha definiu uma fiança de 1 milhão de euros (cerca de R$ 5 milhões), paga pelo jogador na última segunda-feira (25), o que lhe permitiu liberdade provisória após 14 meses encarcerado. Para quem pensa que os problemas judiciais do brasileiro estão apenas em solo espanhol, está muito engano, pois apareceu um novo julgamento, agora no Brasil.

Qual o novo julgamento que Daniel Alves vai enfrentar?

  • Segundo informação do Uol, Dani Alves será julgado pela Justiça do Brasil por apropriação da musical. Quem acusa são os compositores Giuliano Matheus (já teve canções gravadas por Gusttavo Lima, Wesley Safadão e outros) e Thiago Matheus (filho de Giuliano e que trabalhou com a dupla Marcos & Belutti)
  • A música que o jogador teria se apropriado é “Avião”, lançada em parceria com a ONU como uma campanha contra a desinformação no período da Covid-19
  • Os compositores alegam não foram citados na autoria da música. Giuliano, inclusive, afirmou que seria uma homenagem a avô dele
  • “Ele [Dani Alves] excluiu fraudulentamente os nomes dos verdadeiros criadores. Ou seja, para fazer uma campanha contra fake news, a ONU utilizou uma obra de autoria fake!.” teria dito a defesa, conforme publicou o Uol, em caso que corre na justiça desde 2021
  • Ainda segundo a acusação, o jogador, Giuliano e Thiago teriam se encontrado em 2016, pois Dani Alves queria entrar para o ramo da música. No ano seguinte, pai e filho apresentaram a música ao lateral, que teria adorado e até sugeriu alterações – acatadas pelos compositores

O que diz a defesa de Daniel Alves sobre a acusação de apropriação musical?

  • Os advogados de Dani no Brasil negaram à Justiça, em 13 de março, qualquer apropriação, e ainda quem teria mostrado a música teria sido o jogador, não os compositores, que supostamente teriam sugerido alterações, negadas pelo lateral
  • “A obra foi concebida única e exclusivamente por Daniel Alves. Nem de longe a letra da música ‘Avião’ guarda relação de homenagem ao avô de alguém”, disse a defesa, segundo o Uol.
  • Também fizeram acusações à dupla no processo, que, conforme disse a defesa, querem “enriquecer ilicitamente” sem apresentar “qualquer prova documental idônea”.

Na Espanha, Dani Alves vai voltar para prisão?

Como citado, a liberdade de Daniel na Espanha será provisória e ele poderá ser preso novamente. Enquanto isso, a Justiça analisa recursos da sentença. Para que ele não fuja da Espanha, foram retidos todos os passaportes do jogador, que também se apresentará ao tribunal semanalmente e deve se manter a 1km de distância e incomunicável com a vítima.

Foram cinco tentativas de liberdade provisória pela defesa de Dani Alves desde a prisão dele, em janeiro de 2023, até o tribunal aceitar na última semana. Inicialmente, o jogador, com os bens retidos no Brasil por conta de uma disputa judicial e na Espanha pela acusação de estupro, mostrou dificuldade para arrecadar o dinheiro da fiança. O jornal catalão La Vanguardia publicou que um empréstimo bancário garantiu sua liberdade – outros meios e jornalistas afirmaram que foi uma vaquinha de amigos, incluindo o jogador Memphis Depay, do Atlético de Madrid. O empresário Neymar Pai, apontado pelo periódico catalão como possível doador da quantia, negou nas redes sociais qualquer envolvimento.

condenação de violência sexual ainda cabe recurso para acusação e defesa. O crime teria acontecido no banheiro de uma boate em 30 de dezembro de 2022, quando, segundo a vítima, Daniel Alves a estuprou. O jogador alega que o sexo aconteceu de forma consensual.