Repórter da Globo é hostilizado ao vivo

“Vocês que são da Globo não prestam, desserviço da Globo. Mentira da mídia”, disse o homem gritando ao fundo de onde Palermo passava as informações

Mais um repórter da Globo teve de lidar com insultos e manifestações contra seu trabalho, ao vivo. Dessa vez foi Arildo Palermo, jornalista da RBS, afiliada da emissora no Rio Grande do Sul. Durante entrada ao vivo no Jornal da Globo, um homem começou a gritar contra o canal.

“Vocês que são da Globo não prestam, desserviço da Globo. Mentira da mídia”, disse o homem gritando ao fundo de onde Palermo passava as informações.

“Os ânimos estão exaltados por aqui”, disse o profissional, ainda tentando continuar com as notícias.

Arildo mostrava tendas médicas prontas para receber pessoas em Porto Alegre. “A gente está recebendo algumas manifestações”, continuou o repórter no meio de sua explanação. Sobrou até para William Bonner.

“William Bonner, você não tem mais autoridade aqui em Porto Alegre”, gritou o homem, no momento em que Palermo decidiu devolver para Renata Lo Prete nos estúdios por não conseguir concluir o raciocínio. “Eu vou precisar voltar com você. Daqui a pouco a gente conversa”, emendou.

Antes, Bonner já havia sofrido ataques de outro homem que criticou o fato de a emissora ter demorado a chegar e ter, em teoria, preferido mostrar o show da Madonna do que reportagens sobre as enchentes no Rio Grande do Sul.
Outro caso aconteceu na CNN Brasil, quando um voluntário com colete de socorrista disse em plena transmissão ao vivo: “Globo lixo e fora Lula”.

POR FOLHAPRESS