Paraíba passa a ter 62 cidades no Mapa do Turismo Brasileiro

0
199
Foto: Secom/PB

A Paraíba conseguiu inserir mais três cidades no Mapa do Turismo Brasileiro e, na nova configuração, o estado passou de 59 para 62 municípios distribuídos em 11 polos turísticos divididos por região. As mais recentes da lista são Bananeiras, Cacimba de Dentro e Cajazeiras.

A região do Brejo concentra o maior número de cidades. Ao todo, são 14, entre elas, Alagoa Nova, Areia, Pilões, Remígio, Guarabira, Matinhas, Pilões, Serraria e Solânea. O Cariri vem em seguida com 10 municípios incluindo Boqueirão, Monteiro, Cabaceiras, Soledade e Taperoá.

A lista completa das cidades e regiões pode ser conferida clicando aqui.

Na nova atualização, 21 municípios não cumpriram os requisitos exigidos pelo Ministério do Turismo e ficaram fora do Mapa. A Secretaria Estadual do Turismo e do Desenvolvimento Econômico (Setde) alerta que outros três municípios precisam ficar atentos ao prazo para renovação da documentação. São eles: Brejo do Cruz, Poço de José Moura e São José de Piranhas.

O secretário de Estado de Turismo e Desenvolvimento Econômico, Miguel ngelo, destacou o esforço dos envolvidos para ampliar o número de municípios contemplados no Mapa.

“É importante destacar a parceria com o Sebrae, através dos Agentes e Roteiros Turísticos que têm potencializado ainda mais a interiorização do turismo no nosso estado. Acredito que agora, na condição de secretário, além de interlocutor, a gente vai conseguir dar um fôlego ainda maior a este processo de inserção dos municípios paraibanos no Mapa oficial do turismo brasileiro”.

O secretário executivo do Turismo, Delano Tavares, enfatizou que a inclusão de novos municípios no mapa visa atrair investimentos para infraestrutura, promover eventos culturais locais, preservar patrimônios históricos e naturais, além de gerar empregos e renda para as comunidades locais.

Para entrar ou permanecer no Mapa, a Gestão Municipal deve enviar documentação que comprove a existência do órgão responsável pelo turismo em sua estrutura administrativa; destinar dotação orçamentária para o turismo na LOA e QDD; possuir Conselho Municipal de Turismo ativo e atualizado; comprovar a participação em uma Instância de Governança regional e possuir pelo menos um prestador de serviço do segmento com cadastro ativo no Cadastur, sistema de cadastro de pessoas físicas e jurídicas que atuam no setor de turismo.

Todos os dados enviados pelos municípios são analisados e validados pela Secretaria de Turismo e Desenvolvimento Econômico do Estado.

 

Fonte: ParaibaOnline

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui