Antártica atinge temperatura mais alta já registrada na história

2195
A recente onda de calor deve-se a uma cadeia de alta pressão que permanece na região há alguns dias. (Foto: Reprodução)

Isso supera o recorde anterior de 17,5 ºC, que ocorreu em 24 de março de 2015.

A Antárctica atingiu a temperatura mais quente da história do continente. Nesta quinta-feira (6), uma leitura de 18,3 ºC foi feita na Base de Esperanza, na Península da Trindade. Isso supera o recorde anterior de 17,5 ºC, que ocorreu em 24 de março de 2015.

A Península Antártica é uma das regiões de aquecimento mais rápido do mundo. Nos últimos 50 anos, as temperaturas subiram 5 graus em resposta ao aquecimento global. Cerca de 87% das geleiras ao longo da costa oeste da península diminuíram nesse período, a maioria em um ritmo acelerado desde 2008.

A recente onda de calor deve-se a uma cadeia de alta pressão que permanece na região há alguns dias. Segundo a OMM (Organização Meteorológica Mundial), isso afetou as rachaduras da geleira de Pine Island, que “cresceram rapidamente”, de acordo com imagens de satélite.

David Bromwich, pesquisador climático da Universidade Estadual de Ohio, nos Estados Unidos, declarou ao site The Washington Post que, embora a Península Antártica tenha aquecido fortemente desde o final da década de 1940, as tendências de temperatura no verão foram variáveis nas últimas décadas, incluindo um breve período de resfriamento desde 1998. “Esse registro parece ser um evento único que não nos diz nada sobre as mudanças climáticas na Antártica”, disse.

Ainda assim, é provável que haja um calor extremo na Península Antártica nos próximos dias. Temperaturas entre 4,4 e 10 graus acima do normal são previstas por alguns modelos.

clickpb