Chuvas torrenciais fecham dois aeroportos e matam ao menos 3 pessoas no sul da Espanha

4
© Reuters/SERGIO PEREZ Placas de sinalização rodoviária parcialmente encobertas por alagamento provocado por chuvas em San Javier, na Espanha

Uma terceira pessoa morreu no segundo dia de chuvas torrenciais no sul da Espanha, onde dois aeroportos foram fechados, assim como redes ferroviárias e dezenas de estradas, nesta sexta-feira.

A forte precipitação nas regiões de Valência e Murcia varreram carros e destroços e forçaram a retirada de centenas de pessoas, inclusive de rodovias inundadas.

Os aeroportos de Almeria e Múrcia foram fechados, disse a operadora espanhola de aeroportos Aena, e turistas também ficaram retidos no aeroporto de Alicante.

“Estamos na fila aqui há quatro ou cinco horas, é muito difícil chegar ao banheiro, impossível conseguir algo para comer”, disse Haydn Harding, turista de 78 anos da Irlanda do Norte, em Alicante.

O homem que morreu na cidade andaluz de Almeria nesta sexta-feira havia tentado atravessar um túnel de carro, disseram serviços de resgate. Dois irmãos morreram na quinta-feira quando uma chuva torrencial arrastou seu carro.

Embora o clima pareça estar se estabilizando, várias regiões do sudeste continuam em alerta vermelho, e rios como o Segura, que já transbordou na cidade de Orihuela, em Alicante, ainda podem inundar a cidade de Murcia, disse a agência local de recursos hídricos.

As autoridades recomendaram aos cidadãos das áreas afetadas que fiquem em casa e evitem sair de carro.

(Reportagem adicional de Paola Luelmo, Emma Pinedo e Jesus Aguado)

reuters.com