Menino sofre de doença tão rara que médicos dizem que ele é o 1º a tê-la

20
© Courtesy Carrie Bramlee//Reprodução

Cohen Bramlee foi hospitalizado aos 4 meses com uma doença misteriosa. Segundo seus pais, Todd e Carrie Bramlee, os médicos ficaram chocados com o estado de saúde do menino.

Quando seus pais começaram a introduzir comida na dieta de Cohen, o estômago dele não tolerou o alimento e ele começou a vomitar até entrar em estado de choque. Foi então que os médicos determinaram que ele precisaria se submeter a um cateter venoso, que seria por onde ele receberia alimento pelos cinco anos seguintes.

Na época, os médicos começaram a suspeitar que o sistema imunológico do menino era o principal culpado, já que Cohen tinha muita febre e infecções sanguíneas. Além disso, também desconfiaram que ele tinha problemas gastrointestinais.

Segundo a mãe do menino, os médicos sabiam o que estava acontecendo, mas não conseguiam imaginar o motivo. Os profissionais chegaram até a cogitar que nunca conseguiriam descobrir a causa de todos os problemas de Cohen.

Porém, depois de cinco anos sem um diagnóstico, pesquisadores da Rede de Doenças Não Diagnosticadas da Duke University conseguiram determinar, no ano passado, que o menino tinha uma variação em um gene do sistema imunológico. Graças a uma pesquisa adicional da médica Stella Davies, do Hospital Infantil de Cincinnati, foi possível descobrir que a mutação do gene era a causa da doença de Cohen.

“Foi a primeira vez que tivemos a esperança que ele teria a cura”, disse Carrie à People. “Ele estava muito doente e quase chegamos a perder ele várias vezes, mas saber que tem uma chance de ele ser mais saudável e curado é inimaginável”.

De acordo com a mãe, a doença faz com que o sistema imunológico responda em excesso a tudo, desde alimentos até vírus e bactérias. Essa resposta pode ser tão excessiva que o faz entrar em choque e sofrer de insuficiência gastrointestinal.

Os médicos estão esperançosos de que o transplante de medula óssea tenha o potencial de curar a doença. Todos os irmãos de Cohen fizeram o teste para ver quem seria o doador perfeito. O irmão mais velho foi o escolhido.

Enquanto Cohen se prepara para a cirurgia, ele fará sessões de quimioterapia. Mas, independentemente de sua condição, a mãe afirma que ele continua forte.

mdemulher.abril.com.br