Morre coala resgatado por mulher de incêndio

single-image

Lewis, como o animal ficou conhecido, virou o símbolo da luta dos coalas pela sobrevivência no país da Oceania

O coala resgatado por uma mulher durante incêndio florestal em Port Macquarie (Austrália) na semana passada não conseguiu se recuperar dos ferimentos e dos efeitos da inalação de fumaça e acabou passando por eutanásia.

Nesta terça-feira (26), o hospital veterinário onde o coala era tratado decidiu sacrificar Lewis, alegando que ele estava passando por grande sofrimento, sem qualquer prognóstico de melhora.

“As queimaduras estavam ficando cada vez piores. O objetivo número um do hospital é o bem-estar dos animais. Por esse motivo tal decisão foi tomada”, informou o Port Macquarie Koala Hospital no Facebook.

Lewis, como o animal ficou conhecido, virou o símbolo da luta dos coalas pela sobrevivência no país da Oceania. Os incêndios florestais nesta temporada estão dizimando a população da espécie.

Toni Doherty se arriscou na mata para salvar Lewis, que ficou preso, cercado por chamas, ao tentar atravessar uma estrada. As imagens dela carregando o animal rodaram o mundo, causando grande comoção.

O Port Macquarie Koala Hospital está cuidando de outros 30 coalas feridos nos incêndios.

Extra

Deixe seu comentário