O que pessoas comem nos países do mundo com maior expectativa de vida

25

O segredo para uma vida longa pode estar naquilo que escolhe colocar no prato.

Alimentar-se bem pode ser um dos segredos para ser um centenário. Segundo a BBC News, é mesmo a alimentação que chama a atenção em cinco regiões do planeta onde a população atinge uma idade média superior a cem anos.

“O que descobrimos é que as pessoas nessas regiões não só vivem mais tempo – cerca de dez anos acima da média – mas vivem melhor a sua velhice”, disse à BBC o cientista americano Dan Buettner, que batizou essas cinco regiões de ‘zonas azuis’.

“A maioria dos alimentos que consomem vêm de plantas. Mas, acima de tudo, são alimentos não processados ou muito pouco processados”, afirmou Buettner, que defende que somente 20% da nossa longevidade média pode ser atribuída à genética. “Os 80% restantes (se devem) ao estilo de vida e ao ambiente”.

Os alimentos proibidos

Conforme diz Buettner e uma pesquisa que contou com o apoio da National Geographic, os três alimentos básicos são vegetais, leguminosas e grãos.

“Consomem hidratos de carbono, mas não processados como bolos ou bolachas, mas sim grão de trigo ou batatas”, afirmou o especialista

Uma das coincidências nas dietas é a ausência total de refrigerantes e produtos derivados do leite de vaca.

“Muitas dessas pessoas que conseguiram ter uma vida tão longa só ficaram sabendo o que é um refrigerante há cerca de dez anos. E comem queijo, mas de cabra ou de ovelha”, acrescentou.

Relativamente à ingestão de proteína, estas pessoas dão predileção à ingestão de peixe, ao invés da carne. “Consomem cerca de três porções de peixe por semana, a mesma frequência dos ovos. Mas comem pouca carne vermelha, cerca de cinco porções por mês”, disse Buettner.

Adicionalmente, e de acordo com Buettner, as bebidas preferidas das pessoas dessas áreas são água e vinho.

“Tomam, em média, seis copos de água e muitos deles têm, culturalmente, o hábito de beber uma a três porções de vinho por semana”, concluiu.

noticiasaominuto