Palmeiras vence Vasco, segue na caça ao Flamengo e embala para clássico contra o Corinthians

5
© Gazeta Press Jogadores do Palmeiras comemoram gol sobre o Vasco, pelo Brasileirão

Mesmo jogando com um time misto, já que o técnico Mano Menezes resolveu poupar sete jogadores para o clássico contra o Corinthians, no sábado, o Palmeiras venceu o Vasco por 2 a 1, em São Januário, nesta quarta-feira, pela 31ª rodada do Campeonato Brasileiro.

© Gazeta Press Lance do jogo entre Vasco e Palmeiras, pelo Campeonato Brasileiro

Lucas Lima abriu o placar para o Alviverde, mas o time da casa buscou o empate logo em seguida, em um gol contra bizarro de Mayke, dando uma “rosca’ na bola e jogando contra o patrimônio.

No segundo tempo, Mano usou sua “artilharia pesada”, colocando Dudu e Luiz Adriano. E foi justamente o camisa 10 quem resolveu: ele driblou Leandro Castan e mandou por baixo das pernas de Fernando Miguel para dar a vitória ao Verdão.

O resultado, que foi o 4º triunfo seguido, dá moral ao Palmeiras para encarar seu rival no Pacaembu, neste final de semana, e mantém os palestrinos na briga pelo título do Brasileiro contra o Flamengo: a distância é no momento é de 5 pontos.

© Fornecido por ESPN do Brasil Eventos Esportivos LTDA Time alviverde bateu o rival carioca em pleno São Januário, pelo Campeonato Brasileiro

O Mengão, porém, ainda joga na rodada: pega o rival Botafogo, nesta quinta-feira.

Ficha técnica

Vasco 1 x 2 Palmeiras

GOLS: Vasco: Mayke (contra) Palmeiras: Lucas Lima e Luiz Adriano

VASCO: Fernando Miguel; Yago Pikachu, Henríquez, Leandro Castan e Danilo Barcelos; Raúl (Clayton), Fellipe Bastos e Guarín; Rossi, Bruno César (Tiago Reis) e Marrony (Felipe Ferreira) Técnico: Vanderlei Luxemburgo

PALMEIRAS: Fernando Prass; Mayke, Luan, Gustavo Gómez e Victor Luís; Thiago Santos, Matheus Fernandes e Lucas Lima (Raphael Veiga); Zé Rafael, Willian (Dudu) e Deyverson (Luiz Adriano) Técnico: Mano Menezes

Estatísticas

1º gol de Lucas Lima em 2019 pelo Palmeiras – ele disputou 37 partidas

 vez que o Vasco é beneficiado por um gol contra neste Campeonato Brasileiro

 gol de Luiz Adriano em 12 jogos pelo Palmeiras

8.492 torcedores estiveram em São Januário – a renda foi de R$ 296.386,00

minutos de acréscimo deu o árbitro no 2º tempo

 vitória seguida do Palmeiras

Gols e depois ‘show de horrores’

Em uma boa trama no ataque, o Palmeiras abriu o placar logo aos 11 minutos.

Deyverson deu ótimo passe para Matheus Fernandes, que enfiou para Lucas Lima sair na cara de Fernando Miguel. O goleiro defendeu o primeiro chute, mas o próprio camisa 20 aproveitou o rebote e estufou as redes.

1º gol do armador pelo Verdão em 2019.

Mas não deu nem para os visitantes comemorarem direito…

Aos 18 minutos, Yago Pikachu arrancou pela direita e cruzou para o meio. Mayke tinha tudo para fazer um corte simples, mas, de forma bisonha, deu uma “rosca” na bola e fez um gol contra tenebroso.

Festa da torcida vascaína em São Januário.

Daí em diante, a partida virou um “show de horrores”, com muitas faltas, passes errados e lances bizarros.

Aos 34, por exemplo, Luan escorregou e deu de presente para Guarín, que saiu cara-a-cara com Prass. O colombiano, porém, chutou fraquinho, facilitando a defesa do arqueiro palestrino.

Depois, aos 36, Deyverson fez bonito lançamento para frente, e, ao tentar cortar, Pikachu ia fazendo um gol contra de cabeça. Para sua sorte, porém, Fernando Miguel defendeu no reflexo e salvou a pátria.

E após mais momentos duros de assistir, foi um verdadeiro alívio quando o árbitro encerrou a primeira etapa…

Show de horrores, parte 2

O segundo tempo seguiu a toada do primeiro: muitos erros grosseiros e lances absurdos, nada dignos de um jogo de Série A de Brasileiro.

Aos poucos, os treinadores foram tentando mexer nos times.

No Vasco, Vanderlei Luxemburgo tirou o inoperante Bruno César e colocou o garoto Tiago Reis.

Do outro lado, Mano Menezes trocou no atacado: sacou Deyverson, Willian e Lucas Lima e acionou Luiz Adriano, Dudu e Raphael Veiga.

Depois dos 20 minutos, o Palmeiras melhorou um pouco e criou boas chances de marcar, primeiro com Thiago Santos, depois com Luiz Adriano.

A mais clara de todos, porém, veio aos 23, quando Zé Rafael bateu na trave, e, no rebote, Luiz Adriano deu de biquinho, com a bola saindo por pouco.

Na sequência, Raphael Veiga teve oportunidade interessante na grande área, mas tentou chutar direto ao invés de cruzar, e Fernando Miguel agarrou firme.

Brilha, Luiz Adriano!

Quis o destino que Luiz Adriano, voltando de lesão após se machucar contra o Santos, decidisse em São Januário.

Aos 31 minutos, o centroavante ganhou dividida de Danilo Barcellos, driblou Leandro Castan e chutou por baixo das pernas de Fernando Miguel para marcar.

Os jogadores do Vasco se revoltaram, alegando que o atleta alviverde fez falta em Barcellos. No entanto, o árbitro Rafael Traci validou o tento.

Nos minutos finais, a equipe da casa se mandou ao ataque em busca do empate, mas Leandro Castan se envolveu em confusão na área palestrina e levou cartão vermelho, deixando seu time com um a menos.

Daí em diante, o Verdão só controlou o jogo até o apito final.

Na tabela

  • Vasco – 12º colocado, com 39 pontos
  • Palmeiras – 2º colocado, com 66 pontos

Próximos jogos

As duas equipes voltam a campo no fim de semana, pelo Campeonato Brasileiro.

  • Sábado, 09/11, 20h, Palmeiras x Corinthians
  • Domingo, 10/11, 19h, CSA x Vasco

espn.com.br