‘QUEM TEM PRAZO NÃO TEM PRESSA’: Bruno diz que não há conversa formal para filiação ao MDB

11

O chefe de gabinete da Prefeitura de Campina Grande e ex-deputado estadual Bruno Cunha Lima (sem partido) negou, neste domingo (01), que tenha aceitado o convite do MDB para se filiar ao partido. Segundo ele, não há sequer conversa formal sobre a questão. Ele destacou que ‘não há pressa’ para definir a nova sigla.

Bruno confirmou que, apesar de ter recebido convite do MDB, não definiu se aceita a proposta. Ele destacou a boa relação que tem com a legenda, mas lembrou que outros partidos também abriram as portas para ele. “Tenho uma boa relação com alguns nomes da estadual, como Raniery [Paulino] e também uma excelente relação com a direção municipal, mas não houve nenhuma conversa formal ainda. O ditado diz que quem tem prazo não tem pressa. Não tem pressa para decidir partido”, destacou o ex-parlamentar.

Bruno é pré-candidato a prefeito por Campina Grande. Ele está sem legenda desde que saiu do Solidariedade por divergências com o vice-prefeito de João Pessoa, Manoel Júnior, há um ano. De acordo com a legislação eleitoral, ele tem até abril para escolher um novo partido. “Quem tem prazo não tem pressa”, enfatizou Bruno. Convites não faltam.

Polêmica