São João de CG: Estado investe em Segurança e com o Empreender

48

Apesar dos palanques políticos opostos, o governador da Paraíba, João Azevêdo (PSB), tem demonstrado que não faz distinções na hora de fazer gestão pública. Prova disse é o recente investimento realizado pelo Governo do Estado, no maior São João do Mundo, em Campina Grande, com Segurança Pública e também através de créditos do Empreender para fomentar a economia na cidade.

“Esse é um apoio que o governo dá, pois imagine uma festa tão grandiosa como esta não ter a participação de todas as forças de segurança. Nós entregamos veículos novos para a Polícia, promovemos mais de 600 policiais, colocamos o helicóptero à disposição, instalamos um sistema de monitoramento através de câmeras e drones de alta tecnologia, para que pudéssemos oferecer mais segurança à população. É com esse respeito que o governo chega e se faz presente aqui em Campina Grande desde o mês de abril, com os comerciantes do Parque do Povo. Comerciantes esses que foram atingidos pelo incêndio no Parque do Povo no ano passado e nem sequer foram indenizados. Nós fizemos, através do Empreender, um programa que financiou e permitiu que esse São João viesse com mais força, pois sabemos que são eles quem realizam a grande festa do São João de Campina Grande”, explanou.

As declarações do governador foram dadas à imprensa ontem, quarta-feira (12), quando o gestor abriu a 30ª edição do Salão do Artesanato da Paraíba, cujo tema é “Labirinto – A Arte que Une Gerações”, e que reúne mais de 300 artesãos de João Pessoa, Campina Grande, Areia, Sumé, Dona Inês, Cabedelo, Santa Rita e Bayeux, dentre outros municípios.

Na ocasião, o chefe do Executivo estadual ressaltou que, além de fomentar a economia, o Estado valoriza a cultura e a tradição popular com a realização do Salão do Artesanato.

“Esse é um reconhecimento da gestão com um segmento da economia muito importante e é assim que vamos continuar agindo no sentido de preparar as pessoas para comercialização, consolidando uma rotina profissional em todo o processo”, arrematou.

PBagora