A editora Todavia divulgou nesta terça-feira (29) o vencedor do 1º Prêmio Todavia de Não-Ficção, premiação para biografias e reportagens lançado em outubro de 2019. Bruno Ribeiro, autor paraibano, venceu com um livro-reportagem sobre um feminicídio ocorrido no Agreste da Paraíba.

Morador de Campina Grande, Bruno Ribeiro, 31 anos, é escritor, roteirista e tradutor. Ele é autor de Arranhando paredes (Bartlebee), Febre de enxofre (Penalux), Bartolomeu (Autopublicação), Zumbis (Enclave) e Glitter (Moinhos), que foi finalista do Prêmio Kindle e recebeu a Menção Honrosa no Prêmio Mix Literário.

Todavia

O 1º Prêmio Todavia de Não-Ficção teve 92 projetos inscritos, entre biografias e reportagens. O prêmio será um contrato de publicação do livro que inclui um adiantamento no valor de R$ 15 mil.

Os jurados do prêmio foram Dorrit Harazim, Chico Felitti, Rogério Galindo e Daniela Pinheiro. Segundo os jurados, o projeto foi definido como “impactante e pertinente, dramático e chocante”.