Varejo paraibano cresce 16% e tem segunda maior alta do Nordeste

As vendas no varejo paraibano cresceram também em agosto sobre julho (4,5%), acima da média nacional (3,4%). O cenário do comércio varejista ampliado da Paraíba, que inclui veículos, motos, partes e peças e de material de construção, não é diferente com a alta de 8,8% de agosto sobre o ano passado, acima também da média nacional (5%).

Cenário Regional
No Nordeste, os Estados do Maranhão (23,5%), Paraíba (16%) e o Piauí (15,3%) lideraram as vendas com índice acima de dois dígitos. No segundo bloco ficaram os estados de Pernambuco (8,6%); Ceará (8%) e a Bahia (6,7%). Com menores crescimentos ficaram Alagoas (5%); Rio Grande do Norte (2,9%) e Sergipe (1,9%).

De acordo com o IBGE, cinco das oito atividades pesquisadas tiveram alta em agosto em relação a julho: tecidos, vestuário e calçados (30,5%); outros artigos de uso pessoal e doméstico (10,4%); móveis e eletrodomésticos (4,6%); equipamentos e material para escritório, informática e comunicação (1,5%); combustíveis e lubrificantes (1,3%). Na contramão, tiveram queda no mês os artigos farmacêuticos, médicos, ortopédicos, de perfumaria e cosméticos (-1,2%), os hipermercados, supermercados, produtos alimentícios, bebidas e fumo (-2,2%) e os livros, jornais, revistas e papelaria (-24,7%).

Portal Correio