SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – Todo o imbróglio que envolve a vida dos atores Brad Pitt, 56, e Angelina Jolie, 45, está longe de chegar ao fim. Em tribunal por conta da disputa pela custódia dos filhos, ambos agora já selecionam as testemunhas que devem depor em juízo.

De acordo com o jornal Daily Mail, ambos entregaram à justiça uma lista de nomes. Dentre eles estão psicólogos, agentes de segurança e ex-colegas de cena no cinema.
Pitt resolveu chamar a atriz Jillian Armenante, colega da própria Angelina Jolie no filme “Garota Interrompida” (1999), o assistente pessoal da ex-mulher Michael Ofstedahl e alguns psicólogos infantis.

Tanto Angelina quanto Pitt convocaram pessoas repetidas. Dentre elas a médica Alyce LaViolette, que é especialista em violência doméstica, o segurança Ross Foster, que trabalhou no filme “Junto ao Mar” (2015), e William Thiel, dono de uma empresa de segurança.

O ex-casal tem seis filhos: Maddox, 19, Pax, 16, Zahara, 15, Shiloh, 14, e os gêmeos Knox e Vivienne, 12. Nenhum deles prestará depoimentos.

Uma fonte à revista US Weeklydisse que Jolie faz jogo duro pela custódia. “Brad quer a custódia física e legal compartilhada das crianças, mas Angelina tem sido contrária a essa ideia. Ela só concordará em falar sobre um acordo se o lar das crianças não for Los Angeles. Os filhos mais novos estão na escola em Los Angeles, algo que Angelina sempre foi contra. Eles, inclusive, estão ansiosos para as aulas presenciais [em meio à pandemia da Covid-19]”, disse.

De fato, o ex-casal de Hollywood tem altos e baixos. Em março, por exemplo, segundo uma fonte ao site Hollywood Life, Angelina estava ‘encantada e apaixonada’ pela forma como seu ex-marido tratava os seis filhos. Angelina também estava encantada com a frequência com a qual Pitt se mostrava interessado em participar da vida escolar dos meninos.

Mas nem sempre a relação foi tão boa. Chamados na internet pelo apelido de Brangelina, Jolie e Pitt se conheceram durante as filmagens do longa de ação “Sr. e Sra. Smith”, em 2003, e começaram a namorar no ano seguinte.

Depois de dez anos juntos e dois de casamento, Jolie entrou com o pedido de divórcio em setembro de 2016, quando pediu a guarda dos filhos. A imprensa internacional apontou na época que a separação foi motivada pelo comportamento de Pitt, que teria abusado verbal e fisicamente do filho mais velho do casal durante uma viagem de avião. O casal passou por um divórcio pouco amigável.

Facebook Comments