Três candidatos à prefeitura de João Pessoa foram multados por realizar campanha eleitoral antecipada. De acordo com a decisão da juíza Cláudia Evangelina Chianca Ferreira de Franca, os candidatos João Almeida (Solidariedade) e Raoni Mendes (DEM) deverão pagar R$ 5 mil cada, enquanto a multa de Ruy Carneiro (PSDB) ficou em R$ 107 mil.

O motivo é que os três candidatos fizeram postagens impulsionadas nas redes sociais antes do período de campanha. Enquanto João Almeida e Raoni Mendes receberam a multa mínima prevista para esses casos, Ruy Carneiro foi condenado a pagar o dobro do que ele supostamente gastou na propaganda antecipada. ainda cabe recurso das decisões.

De acordo com a denúncia, feita pelo Ministério Público Eleitoral (MPE) e acolhida pela juíza, o candidato João Almeida teria investido R$ 2.217,79 para impulsionar postagens do Facebook, que alcançaram um público estimado de mais de 215 mil pessoas. A defesa do candidato alega que o MPE não comprovou os possíveis gastos com propaganda e que os valores apresentados não são capazes de desequilibrar o pleito eleitoral.

Já Raoni Mendes teria gastado R$ 6.432,57 em postagens impulsionadas desde 2018 até hoje. A defesa do candidato afirma que o valor gasto foi de apenas R$ 984,67, mas a juíza demonstrou com cálculos aritméticos que o valor apresentado pela defesa não bate com o apresentado. A defesa do candidato afirmou ainda que não houve pedidos de votos nas postagens, apenas promoção pessoal de Raoni como pré-candidato.

Ruy Carneiro teria gasto R$ 53.707,20 em anúncios do Facebook e do Instagram, de junho a agosto deste ano. A defesa do candidato, porém, afirmou que o valor declarado é de R$ 41.993,84, inferior ao apurado pelo MPE. Ainda segundo a defesa, Ruy Carneiro apenas se promoveu como pré-candidato, mas não pediu votos nas postagens.

Facebook Comments