O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), fez duras críticas, neste sábado, em suas redes sociais ao ministro Ricardo Salles, do Meio Ambiente. Maia saiu em defesa do ministro da Secretaria de Governo, general Luiz Eduardo Ramos, que essa semana foi xingado por Salles.

“O ministro Ricardo Salles, não satisfeito em destruir o meio ambiente do Brasil, agora resolveu destruir o próprio governo”, escreveu o deputado em uma rede social.

Maia, bem como integrantes do centrão, são aliados de Ramos no confronto contra o núcleo ideológico do governo. A crise teria começado quando Salles reclamou da falta de recursos na pasta para combater as queimadas. O ministro do Meio Ambiente admitiu na imprensa nacional que, “sem dinheiro, os brigadistas interromperiam atividades de combate a incêndios e queimadas”.

Em outra mensagem, Salles teria citado nominalmente Ramos e pediu ao militar para parar com uma postura de “maria fofoca”.