O juiz eleitoral da 35ª Zona Eleitoral do TRE/PB, Agílio Tomaz Marques, condenou o candidato a prefeitura de Sousa, Leonardo Gadelha (PSC) e sua vice a advogada Myriam Pires Benevides Gadelha, a pagar uma multa no valor de R$ 20 mil. Na decisão ao qual o ClickPB teve acesso e foi publicada nesta sexta-feira (13) o candidato realizou evento público de campanha sem obedecer as normas sanitárias de combate a covid-19.

A representação contra o candidato foi feita pelo adversário Fábio Tyrone (Cidadania) que também teve incorreu sob a mesma irregularidade e teve multa de R$  60 mil aplicada pelo mesmo magistrado.

De acordo com a denúncia, Gadelha teria realizado o evento público descumprimento as normas sanitárias no dia 9 de outubro de 2020, no Bairro Sousa 2.

O magistrado determinou ainda o pagamento da quantia imposta ao Fundo Partidário e, decorrido o fim do prazo sem a quitação do débito, os mesmos terão ofício enviado para a Procuradoria da Fazenda Nacional, “representante da União em execuções fiscais e semelhantes, para que proceda com a execução do presente título executivo judicial em desfavor dos representados”, reforçou.