A Polícia Civil da Paraíba, por meio do Núcleo de Homicídios de Queimadas, cumpriu nesta quarta-feira, 23 de dezembro, um mandado de prisão em desfavor de um homem suspeito de ter assassinado Marlon Sanderson Pereira, 39 anos, crime cometido no dia 17 de novembro de 2019, no município de Aroeiras.

De acordo com as investigações, a vítima estava provavelmente dormindo no banco do passageiro de um carro, em um local que serviria como estacionamento de um bar localizado no Sítio Juá, zona rural da cidade, quando foi alvejado com um único tiro na cabeça.

“Tudo indica que essa vítima bebia com alguns amigos nesse bar e, em determinado momento, foi levado por um desses colegas até o veículo, para dormir. Quando esses amigos retornaram ao carro, viram Marlon desacordado e sangrando, mas não sabiam que ele estava morto. Só  vieram tomar conhecimento do óbito quando chegaram ao hospital, para socorrê-lo”, disse o delegado seccional em Queimadas, Ilamilton Simplício.

No decorrer das investigações, a Polícia Civil conseguiu junto ao Poder Judiciário mandados de busca e apreensão nas casas de alguns suspeitos que estavam no bar, no dia do crime. Em uma delas, a polícia encontrou drogas e um revólver calibre 38 que, após exames de confronto balístico, constatou-se se tratar da arma utilizada para atirar em Marlon.

“O suspeito que mora nessa casa ficou preso por causa desse material ilícito lá encontrado. E com o resultado desse exame pericial no revólver, nós requeremos mais um mandado de prisão em seu desfavor, desta vez pelo homicídio ora investigado, já que, conforme atesta o laudo, o projetil retirado do corpo de Marlon saiu exatamente dessa arma apreendida por nossas equipes”, completou Ilamilton.

 
T5