Governador lança projeto do Parque Tecnológico Horizontes de Inovação no Centro Histórico de JP

O governador João Azevêdo lança, nesta sexta-feira (15), o Parque Tecnológico Horizontes de Inovação.

O lançamento será às 10h, na futura sede do Parque, o antigo Colégio Nossa Senhora das Neves, no Centro Histórico de João Pessoa, ao lado da Catedral Basílica de Nossa Senhora das Neves.

O prefeito da Capital, Cícero Lucena, participará da solenidade, que também contará com as presenças do secretário de Estado da Educação e da Ciência e Tecnologia da Paraíba, Cláudio Furtado; do secretário executivo da Ciência e Tecnologia, Rubens Freire; e do presidente da Fundação de Apoio à Pesquisa da Paraíba (Fapesq-PB), Roberto Germano.

Sobre

O Parque Tecnológico Horizontes de Inovação vai reunir o ecossistema de inovação, empreendedor e científico, o poder público estadual, municipal e demais entes, em articulação com outros ecossistemas nacionais e internacionais da inovação. O objetivo é que o ambiente fortaleça o estado como gerador e produtor de tecnologias, fomentando novas empresas, pesquisas e desenvolvimento.

Em particular, impulsionar o avanço da inovação especialmente nas áreas das tecnologias sociais para a saúde, tecnologias educacionais, a economia criativa, soluções governamentais, turismo, planejamento urbano e cidades inteligentes e de tecnologias sustentáveis. E, nesse contexto, atrair para o estado investimentos nacionais e/ou internacionais.

A estrutura física abrigará diferentes espaços construídos com o intuito de se estabelecerem como ambientes de inovação: espaços de convivência; espaços para empresas âncoras; recepção interativa; espaço de conhecimento (com paredes de pesquisa e mesas touchscreen); espaços de coworking; espaços makers; espaços de P&D de soluções de alto rendimento; espaços de incubadoras e aceleradoras; espaço de robótica; praça de alimentação; e um auditório.

O antigo Colégio das Neves, na Praça Dom Ulrico, ao lado da Catedral Basílica de Nossa Senhora da Neves, foi inaugurado em 1847. O terreno conta com 16.948 metros quadrados. O decreto 40.976, publicado na edição de 05 de janeiro do Diário Oficial do Estado, declarou o prédio como de utilidade pública para fins de desapropriação. A ocupação do prédio erguido no século XIX também é uma ação de revitalização do Centro Histórico da capital paraibana.

WSCOM