Cidade da Paraíba deve ter quase metade da população vacinada contra Covid-19 no 1º lote

Quase metade dos moradores do município de Marcação, no Litoral Norte paraibano, vai ser vacinada nesta primeira etapa da campanha de vacinação contra a Covid-19 na Paraíba.

Isso acontece pois a maior parte das vacinas destinadas ao município no primeiro lote vai ser para índios da Terra Indígena Potiguara, que compõem quase 50% da população.

A vacinação na cidade de Marcação começou nesta quarta-feira (20), com os profissionais de saúde da cidade. A primeira vacinada foi a técnica em enfermagem Maria de Jesus Soares, que trabalha na unidade de saúde Estiva Velha.

O primeiro indígena potiguara vacinado foi Genildo Avelar, de 44 anos. Ele é da Aldeia Carneira e faz parte do grupo de risco, sendo hipertenso e diabético. Genildo foi o segundo paraibano a ser vacinado contra a Covid-19, na solenidade que abriu a campanha de vacinação no estado, na terça-feira (19).

Conforme Roberto Ortiz, coordenador do Distrito Sanitário Especial Indígena (DSEI) Potiguara, apesar da vacina de Genildo, a vacinação da população indígena da Paraíba vai começar efetivamente na segunda-feira (25), a partir das 10h.

De acordo com a secretária de saúde da cidade de Marcação, Edfrânia Santos, 4.057 vacinas foram entregues na cidade, neste primeiro lote. Do total, 4.000 foram destinadas aos indígenas e 57 para profissionais de saúde da linha de frente contra o novo coronavírus.

Em agosto de 2020, a população residente estimada para a cidade, segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), era de 8.653. Portanto, o número de pessoas a ser vacinadas no primeiro lote representa 46,8% do total de habitantes.

Além de Marcação, outras duas cidades da Paraíba com grande população indígena também vão vacinar mais de 10% da população já na primeira etapa. Em Baía da Traição, cerca de 38% da população deve ser vacinada, já em Rio Tinto, o total chega a 11,4%. As duas cidades também ficam no Litoral Norte do estado e compõem o Território Indígena Potiguara.

G1