Os presidentes da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), e do Senado Federal, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), se reuniram em um almoço nesta sexta-feira (12/2) com o ministro da Economia, Paulo Guedes, para discutir a extensão do auxílio emergencial.
Após o almoço, Pacheco afirmou que o Congresso Nacional tem expectativa de volta do auxílio aos mais vulneráveis já em março. O senador crê que o benefício será ampliado até junho. “Externamos aos ministros o desejo e expectativa. Prioridade absoluta é vacina e auxilio emergencial”, enfatizou.

“Expectativa da sociedade é de que seja aprovado este auxilio emergencial, suficiente para alcançar maior número de pessoas, com a responsabilidade fiscal que é preciso se ter. [Vontade é] De que possamos ter [auxílio] nos meses de março, abril, maio e eventualmente em junho”.

O encontro ocorreu na residência oficial da Câmara. O presidente da Casa, Arthur Lira, cobrou celeridade no andamento das pautas tributárias no Parlamento.
“O mais rápido possível para dar estabilidade econômica possível ao Brasil com essas reformas. Estamos conversando [com Senado e Planalto] para que nos ajudem a incluir e aprovar as pautas que o Brasil precisa, que a economia e que a saúde precisam”.