A compra de uma mansão avaliada em R$ 5.97 milhões pelo senador Flávio Bolsonaro (Republicanos – RJ) em Brasília é criticada até entre aliados próximos de Jair Bolsonaro, que consideram o fato “um tiro no pé”. Em um primeiro momento, eles chegara a duvidar da compra, dizendo que o senador não seria “maluco” de fazer algo do tipo, segundo Bela Megale, no Globo.

 

A avaliação de auxiliares do Planalto é de que a compra da propriedade de luxo expõe não somente o senador, investigado no esquema das ‘rachadinhas’, mas também o próprio presidente.

Aliados do governo dizem que Flávio escolheu o “pior momento” para comprar a propriedade, já que, na semana passada, o parlamentar conseguiu anular no Supremo Tribunal de Justiça (STJ) as quebras de sigilo bancário e fiscal impostas pela investigação.

Levando em consideração que Flávio tem um patrimônio de R$ 1.7 milhão, fica evidente que o valor da mansão será pago com fundos ilícitos, escancarando a corrupção do clã Bolsonaro.

Brasil 247