O Secretário de Saúde do Governo do Estado, Geraldo Medeiros, admitiu no programa “Frente a Frente” , na TV Arapuan, que possam ser anunciadas nesta terça-feira mais restrições contra COVID diante de 90% leitos ocupados. Ele acusou o prefeito de Campina Grande, Bruno Cunha Lima, de incentivar atitudes negacionistas na cidade liberando encontros de muitas pessoas e ainda medidas consideradas preventivas sem amparo da ciência.

 

– Há registros de orientação de uso continuado de medicamentos como Invermectina, que já tem levado a graves problemas hepáticos de pacientes, mas tudo isso não tem respaldo científico por isso é uma atitude na contramão da ciência e isto.l e muito grave – frisou.

Para ele, Campina Grande tem gerado a ampliação de infectados com a COVID por conta da permissão da Prefeitura de permitir ” abertura geral” ampliando a disseminação do virus, diferente do que fazemos por preservar a vida.

 
WSCOM