Um tiroteio em Mococa, no interior de São Paulo, deixou o município em pânico na madrugada desta quarta-feira (7). Moradores registraram trocas de tiros e vários projéteis pelas calçadas da cidade. As informações são do jornal Hora 1, da Globo.

De acordo com o prefeito da cidade, Eduardo Barison (PSD), em entrevista ao Hora 1, os bandidos explodiram três agências bancárias, da Caixa, do Santander e do banco Mercantil, e atiraram em lojas da região. Ao menos uma pessoa ficou ferida levemente, um guarda municipal ferido por um estilhaço de vidro.

“Agora está controlada a situação. Os bandidos explodiram três agências bancárias e atiraram em lojas, só para quebrar os vidros. Ninguém morreu. Apenas um guarda municipal ficou ferido, ele vigiava uma Unidade de Pronto Atendimento. Nós acreditamos que os ladrões confundiram a UPA com a base da polícia, que fica ao lado. O guarda está bem, fez apenas um corte na cabeça com um estilhaço de vidro”, disse o prefeito.

De acordo com Barison, os criminosos fugiram por uma estrada que liga Mococa ao município de Guaxupé, no sul de Minas Gerais. Ainda em entrevista ao Hora 1, o prefeito disse que os bandidos explodiram os cofres dos bancos com dinamites. Segundo ele, a Rota e outras polícias das cidades vizinhas já chegaram ao local e estão colaborando para solucionar o caso.

Em imagens publicadas nas redes sociais, moradores de Mococa relatam tiroteios registrados na cidade nesta madrugada. Em uma delas, é possível ver um criminoso armado na rua. Em outro vídeo, um morador relata ter encontrado vários projéteis pelas calçadas.

O prefeito reforçou a necessidade de os moradores ficarem em suas casas enquanto o caso é apurado. Segundo Barison, embora os criminosos tenham fugido, como utilizaram dinamites para explodir as agências bancárias, é preciso cautela para que a polícia possa garantir que nenhum explosivo foi deixado para trás e que não coloque em risco a população.

Novo Cangaço

A ação criminosa se assemelha às ocorridas nos municípios de Criciúma (SC) e Cametá (PA), no final do ano passado, quando bandidos também assaltaram agências bancárias e causaram tiroteios nas cidades durante a madrugada.

Em ambos os casos, os criminosos trocaram tiros com a polícia por mais de duas horas e, posteriormente, fugiram das cidades em carros. Esse tipo de ação criminosa tem recebido o nome de “Novo Cangaço”.