Apesar das proibições de aglomeração, brasileiros foram às ruas neste sábado (1º), Dia do Trabalho, em diversos municípios. Alguns atos, como em São Paulo (SP), São Bernardo do Campo (SP), Belém (PA) e Salvador (BA), tinham cunho político, de apoio ou contrários ao governo. Em Brasília (DF), houve uma manifestação de profissionais da saúde. A imagem acima é da capital paulista.

Centenas de pessoas desrespeitaram o distanciamento social durante os protestos em São Paulo. Assim como em São Paulo, também houve atos em apoio ao presidente Jair Bolsonaro na cidade de Belém (PA).

Apoiadores de Jair Bolsonaro realizam manifestação no Farol da Barra, na cidade de Salvador (BA). Ainda em Salvador, alguns manifestantes retiraram as cruzes em homenagem aos 400 mil mortos pela covid-19 no país que estavam no Farol da Barra.

Em São Bernardo do Campo (SP), um ato organizado pela CUT (Central Única dos Trabalhadores) ocorreu na manhã de hoje. Houve uma carreata na cidade do ABC paulista, em que ocorreram protestos contrários ao presidente Bolsonaro.

Em Brasília, houve protestos de trabalhadores da saúde.

A manifestação na praça dos Três Poderes, onde fica o Palácio do Planalto, sede do Executivo federal. O ato ocorre em meio a um alto patamar de casos de covid-19 em todo o país. Linha de frente no combate à doença, enfermeiros fizeram protesto simbólico em homenagem aos trabalhadores de saúde no Dia do Trabalho, em meio à disseminação da doença do coronavírus.