A pastora Ana Paula Valadão, cantora gospel, pode ser condenada criminalmente apenas porque manifestou uma opinião de cunho pessoal amparada em sua fé.

O Ministério Público Federal (MPF) ajuizou uma ação por danos morais coletivos contra a cantora, sob a acusação de propagar “discurso de ódio contra homossexuais e pessoas que convivem com o vírus HIV”.

Durante um evento evangélico em 2016, transmitido por um canal de TV, Ana Paula disse que “isso (a homossexualidade) não é normal. Deus criou o homem e a mulher e é assim que nós cremos”.