O caso é investigado pelo Ministério Público Federal (MPF) que instaurou um inquérito administrativo para apurar as supostas irregularidades.

A Prefeitura de Brejo do Cruz teria adquirido combustíveis para o transporte de alunos da zona rural do município, mesmo com as aulas presenciais suspensas devido à pandemia de covid-19.

O caso é investigado pelo Ministério Público Federal (MPF) que instaurou um inquérito administrativo para apurar as supostas irregularidades. A portaria foi publicada no diário eletrônico do MPF desta sexta-feira (7).

De acordo com a portaria, o inquérito tem o objetivo de coletar elementos destinados a auxiliar a formação de convicção ministerial acerca dos fatos.