Na noite da última sexta-feira a Polícia Militar da Paraíba realizou em Campina Grande a Operação Dia das Mães e conseguiu prender um suspeito de tráfico de drogas, no bairro das Malvinas. Uma pistola e dois quilos de maconha foram apreendidos com o suspeito. Ainda na noite da última sexta-feira a Polícia Militar impediu que pacotes com drogas e celulares fossem arremessados para dentro do presídio Serrotão. O material já estava todo embalado e identificado e provavelmente seriam arremessados para dentro do muro do presídio usando linhas de nylon.

Policiais da Força Tática do 2º Batalhão informaram que estavam no bairro das Malvinas realizando o patrulhamento, durante as ações de combate ao tráfico de drogas, quando abordaram um homem que estava em atitudes suspeita e durante a abordagem foi apreendido com ele um tablete de maconha. Nas diligências na casa do suspeito, o homem confessou que tinha mais drogas e uma arma de fogo. Os policiais fizeram uma busca no local e conseguiram apreender uma pistola calibre 765, 16 munições e carregador, e 2kg de maconha.

Drogas arremessadas

O suspeito foi detido e encaminhado juntamente com o material apreendido para a Central de Polícia, em Campina Grande.

Os policiais do 2º Batalhão informaram que estavam realizando rondas durante a Operação Dia das Mães, quando foram acionados pelo Centro Integrado de operações Policiais (Ciop) para averiguar uma denúncia de disparo de arma de fogo no bairro Serrotão.

Ao chegar na localidade, perceberam uma movimentação suspeita em uma das residências e, ao se aproximarem da casa, perceberam que o portão estava aberto. Com a chegada da PM, os suspeitos se evadiram abandonando uma grande quantidade de material que provavelmente seriam arremessados para dentro do Presídio Serrotão. Foram apreendidos 600 gramas de maconha e cocaína, 30 celulares, 22 carregadores, 11 chips de celular, duas facas, uma balança de precisão, seis carretilhas de nylon, uma máquina de fazer tatuagem e outros materiais.

Todo material apreendido foi levado para a Central de Polícia, em Campina Grande.