São 50 anos dividindo alegrias, conquistas e construindo com muito trabalho, dedicação e suor uma digna história para ser comemorada. Com a proteção de Deus, o casal João Rafael de Aguiar, 72 anos, e Olivete de Lucena Aguiar, 68 anos, celebraram neste dia 12 de maio suas bodas de ouro, com saúde e muita felicidade.

Famílias de João e Olivete reunidas nas vésperas do casamento em 1971.

O casamento da jovem Olivete, com apenas 18 anos e João, um pouco mais velho com 22 anos, que já era empresário e atuava na sua loja do ramo de joalheria e relojoaria, no centro da cidade de Guarabira, aconteceu em 1971 e desde então essa união tem sido abençoada por Deus em todos os sentidos.

Jarbas, Jarbely, João e Jaqueline

Do matrimônio, João e Olivete, tiveram 4 filhos e 9 netos.

Filhos

1º – Jarbas de Lucena Aguiar
2º – Jarbely de Lucena Aguiar
3º – Jaqueline de Lucena Aguiar
4º – João Rafael de Aguiar Filho

João e Olivete com o seu primeiro filho, Jarbas, durante festa de aniversário.

Netos

Da união do filho Jarbas com Michele Pauluno Aguiar:

Maria Tereza, Maria Cecília e Maria Luíza

Da união da filha Jarbelly e Joseph:

Any Beatriz e Any Gabriele

Da união da filha Jaqueline de Lucena Aguiar e Izac Perez:

Isabela Perez Aguiar, Habran Perez Aguiar

Da união do filho João e Roberta:

João Rafael de Aguiar Neto e João Lucas Cavalcante de Aguiar.

Nova neta a caminho

Em poucos dias uma nova neta deverá chegar para compor a família e será mais uma filha do casal João e Roberta. O parto esta previsto para meados deste mês de maio.

Uma história de Sucesso

João Rafael de Aguiar – anos 80

O casal que começavam a vida juntos também compartilhava do desejo de crescer ainda mais na vida empresarial e dessa forma construíram juntos o grupo empresarial João Rafael, que vai desde confecções, lojas até empresas de comunicação, com sede na cidade de Guarabira e que empregam centenas de pessoas.

Conforme escreveu tempos atrás o jornalista paraibano Nonato Nunes, João Rafael de Aguiar, simboliza o homem pobre que enfrentou todas as dificuldades para se tornar um empresário de sucesso. Rafael detém o controle de duas emissoras de rádio (a Cultura, a primeira emissora do brejo, e a Rádio Rural). Mas o ramo que o projetou no cenário empresarial paraibano foi o de confecções. É dono da Ricol e é conhecido pela sua capacidade empreendedora.

Olivete Aguiar, ainda muito jovem, na fazenda do seu pai.

Mas essa história não foi construída sozinho, João contou sempre com o apoio da sua esposa, com quem convive e compartilha todos os momentos, decisões, conquistas, altos e baixos. Olivite que também atuava no mesmo ramo que João, sempre teve a determinação necessária e habilidade para tocar todo e qualquer negócio. Juntos já viveram varias etapas e vem desde então contribuindo para o desenvolvimento de Guarabira e região, onde vivem até os dias atuais.

Mas não pararam por ai, seguindo o mesmo ritmo dos pais, o grupo João Rafael conta também com a colaboração dos filhos que se projetam para um futuro de muitas conquistas e sucesso no ramo empresarial. São eles que vão tocando os negócios iniciados pelo casal, que ha décadas enfrentam todas as variações da economia e do mercado.

João Rafael e Olivete durante a comemoração dos 25 anos da Rádio Cultura AM, um dos seus empreendimentos em Guarabira.

Bodas

A palavra bodas significa aniversário de casamento e deriva do latim “votum”, que significa voto, promessa ou compromisso firmado entre um casal. A cada ano, o casal comemora a bodas de um material, mas nem sempre sabe o que isso significa. Os especialistas explicam o significado das principais bodas e contar outras curiosidades. “O costume de comemorar as bodas originou-se nos pequenos povos antigos da Alemanha, onde era costume presentear com uma coroa de prata os casais que que chegavam aos 25 anos de união e com uma de ouro os que alcançavam os 50 anos juntos. Com a valorização cada vez maior do casamento, foram criadas outras simbologias para preencher os demais anos e comemorar as datas com maior frequência.

Ouro – 50 anos

O ouro significa a riqueza que se reflete na valorização do casamento e de uma história solidificada entre o casal e a família. De todos os metais, o ouro é o que exerce mais fascínio sobre os homens. Reúne beleza, brilho, valor, indestrutibilidade e maleabilidade. Traduz toda a nobreza do matrimônio que, na força do amor, vai se purificando mais e mais até tornar-se ainda mais valioso do que o próprio ouro.