Leonardo Gadelha propõe que planos de saúde também possam ofertar vacina da covid-19

Preocupado com o crescente número de vitimas da covid-19 e o alto índice de ocupação de leitos por pessoas que foram acometidas com a doença, o deputado federal Leonardo Gadelha (PSC) propõe que, se após a campanha de vacinação estipulada pelo Ministério da Saúde houver necessidade de imunização periódica, planos de saúde também possam ofertar a vacina contra o coronavírus para seus assegurados. O objetivo é dar mais celeridade ao processo de imunização.

“Já são mais de 400 mil mortos no Brasil. Na Paraíba, por exemplo, no sertão do Estado já estamos com 94% dos leitos UTI adulto ocupados. Isso é muito sério. Sabemos que existe um plano Nacional de imunização e que grupos estão sendo vacinados, mas se houver a indicação da comunidade científica e médica para que haja imunização periódica e anual, os planos de saúde também possam colocar isso na lista de medicamentos ofertados para que seus assegurados tenham direito’’, disse.

Para o deputado, isso não deixará o Sistema Único de Saúde (SUS) isento de continuar ofertando a vacina. “São 150 milhões de brasileiros que dependem do SUS e eles terão a vacina assegurada. O plano fazer isso não isenta o Sistema Único de Saúde em nada e nem prejudica os mais necessitado. A vacina é de interesse social, quem é assegurado por plano de saúde também deveria ter isso como direito. Uma ação desse tipo ajuda a diminuir filas e o uso dos leitos de UTI”, Concluiu.