Em entrevista a imprensa, após autorizar novo decreto, para diminuir os impactos da covid-19, na Paraíba, o governador João Azevêdo referindo-se a um modelo no qual na sua visão seria o ideal para agilizar a vacinação contra a covid-19, após a vacinação prioritária dos profissionais de saúde, disse que esse deveria ser por idade.

“Se faria por idade, não por categorias”, segundo o governador onde lembra o que está estabelecido no Plano Nacional de Imunização. Hoje o novo decreto, estabeleceu que continuam suspensas as aulas presenciais nas escolas das redes públicas estadual e municipais da Paraíba. O governador disse ainda nesta entrevista que a quantidade de vacinas que chegam no estado e são distribuídas aos municípios, são determinadas pelos PNI.

Ao ser questionado sobre seu posicionamento em 2022, na disputa presidencial, João disse: “Só tenho uma certeza: não vou estar na extrema-direita”, comentou destacando que, num eventual segundo turno entre Lula e Bolsonaro, não teria “dificuldade em votar em Lula, até porque votei em Haddad (em 2018)”.

Redação