O médico cardiologista Marcelo Queiroga, indicado para ser o novo ministro da Saúde, e o atual ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, falam à imprensa no Ministério da Saúde.

Cotado como um dos possíveis candidatos à única vaga de senador pela Paraíba em jogo nas eleições do ano que vem, o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, negou que tenha pretensões políticas. De acordo com o gestor, o seu objetivo é ajudar o Brasil a vencer a pandemia.

“Não [tem pretensões políticas]. A pretensão é só ajudar o Brasil nesse momento difícil, atendendo à convocação do presidente da República. O presidente me pediu para fazer política de saúde, não política na saúde. E é essa a nossa obrigação, o nosso foco e o nosso objetivo”, explicou.

Queiroga esteve em João Pessoa nesta sexta-feira (25), onde cumpriu agenda com o prefeito da capital, Cícero Lucena (Progressistas) e com o governador do Estado, João Azevêdo (Cidadania).

“Essa questão de política, realmente não está no meu horizonte”, garantiu em entrevista ao programa ‘Correio Debate’.

 

PB Agora