A ex-esposa de Lázaro Barbosa, morto na manhã desta segunda-feira (28) em Águas Lindas (GO) após 20 dias foragido, relatou à Record TV que o homem passou na noite de ontem em sua casa e lhe deu R$ 300 para que cuidasse do filho dos dois, dizendo que iria fugir para Brasília (DF).

“Ele falou assim: ‘só vim aqui te dar 300 reais pra você comprar umas coisas pra neném, e estou indo pra Brasília’”, contou Luana.

A mulher, que garante não ter escondido o foragido em sua casa, disse que Lázaro voltou à sua residência mais tarde, e desta vez pediu o celular emprestado para ligar para a atual esposa.

“Passei o meu celular ele conversar com a mulher dele. Não ouvi a conversa. Depois ele me entregou o celular sem a conversa dos dois”, contou.

Luana relata que se sentiu constrangida com a ação dos policiais, que teriam a acusado de ajudar na fuga do ex-marido.

“A polícia chegou, arrombou a porta aqui de casa, me acusando e acusando minha mãe. Fui levada até a mata [para ajudar nas buscas], fiquei umas quatro horas, a madrugada toda. Foi constrangedor pra mim porque eles estavam me acusando porque algo que eu não cometi”, afirmou.