Três pessoas foram presas no início da noite desta quarta-feira (30), no município de Ingá, suspeitos de ter envolvimento com a morte de João Bernardo da Silva, de 74 anos. O corpo da vítima foi encontrado no último domingo (27), na zona rural de Belém, no Agreste paraibano.


De acordo com a Polícia Civil, um menor de idade foi a apreendido, seu irmão e sua cunhada foram presos. A Polícia Civil trabalha com a hipótese de que o crime tenha se tratado de um latrocínio, que é quando há roubo seguido de morte. A vítima teve o carro roubado. Ele usava o veículo para trabalhar com o transporte alternativo de passageiros, para complementar a renda familiar.

Ainda de acordo com a polícia, o idoso foi agredido a pedradas até a morte, antes de ter o veículo e os objetos pessoais roubados. A investigação é realizada pelo Núcleo de Homicídios da cidade de Guarabira.

O trio havia sido visto pela última vez no interior do carro da vítima, após contratar uma viagem entre munícipios de Tacima e Belém, na tarde do último sábado (26). As prisões deles foram decretadas pelo Justiça da Paraíba.

Já o carro de João Bernardo foi localizado no início da manhã desta quarta, na zona rural do município de Riachão do Bacamarte. O veículo foi incendiado.