Intervalo de 12 semanas de AstraZeneca e Pfizer deve ser mantido por Ministério

O Ministério da Saúde deve emitir nos próximos dias uma nota técnica mantendo o intervalo de 12 semans entre as doses das vacinas contra a Covid-19 da AstraZeneca e Pfizer. As informações são do colunista Igor Gadelha, do Metrópoles.

O documento deve recomendar que esse prazo continue valendo até que o governo federal envie vacinas suficientes para aplicar a primeira dose em toda a população adulta do Brasil com mais de 18 anos.

Ainda segundo Gadelha, a recomendação foi acertada em reunião da Câmara Técnica Assessora em Imunização e Doenças Transmissíveis do ministério, na última sexta-feira (16).