Após 27 deputados estaduais se unirem em repúdio às declarações do líder da oposição na Assembleia Legislativa da Paraíba, Cabo Gilberto, que chamou o presidente da Casa de Epitácio Pessoa, Adriano Galdino de “ditador, covarde, mentiroso e autoritário”, o próprio Galdino se manifestou e revelou que irá buscar a Justiça para que seu nome seja preservado das acusações do colega de ALPB.

De acordo com Adriano, Cabo Gilberto estaria tentando intimidar ele e os colegas na tentativa de se promover para o pleito de 2022.

“Ele acha que tudo pode, que pode ganhar na zoada, na intimidação. Ele jamais vai ganhar na intimidação”, disse, complementando:

“Nós temos um deputado que usa as redes sociais, entrevistas de rádios, como ferramenta de campanha. Acha ele que pode detratar os colegas deputados, o presidente do poder, como também o governador. E acha que por ter mandato pode tudo. Estamos analisando com nossa assessoria jurídica os caminhos que iremos tomar para sanar essa sangria, que está revoltando a todos”, argumentou.

Adriano disse ainda que com a postura do Cabo Gilberto, todos acabam perdendo já que uma briga nesse nível não é de interesse de ninguém.

“Na verdade, todos perdem com isso. A casa perde, todos nós perdemos. Não é interessante pra ninguém essa briga. Eu não tenho interesse nessa briga, mas tenho interesse em manter a minha integridade, como cidadão, como pessoa, e não vou aceitar que essa situação perdure. Entendemos que essa situação precisa parar e estamos analisando qual o caminho que iremos tomar para acabar com essa situação”, concluiu.

PB Agora