Em agenda na cidade de Patos, nesse final de semana, o governador da Paraíba, João Azevêdo (Cidadania) revelou que já solicitou à executiva nacional de seu partido liberdade para ter aval na escolha do candidato à presidência nas eleições de 2022, tendo em vista que não há possibilidade de apoiar a reeleição de Bolsonaro.

Na ocasião, João também reafirmou o veto a bolsonaristas na formação de sua chapa. Ele, inclusive, rechaçou qualquer possibilidade de aproximação com o atual presidente, Jair Bolsonaro.

“Eu estive com o presidente do partido e pedi que o Cidadania da Paraíba tivesse a liberdade e a independência de escolher o seu próprio caminho. Não há a mínima possibilidade do governador da Paraíba nem o cidadania da Paraíba apoiar a reeleição do atual presidente do Brasil”, afirmou João Azevêdo.

O chefe do Executivo paraibano disse ainda que a candidatura nacional do Cidadania não ganhou força e que tendência é apoiar o Partido dos Trabalhadores e o ex-presidente Lula (PT).

“Eu pertenço a um partido chamado Cidadania. O Cidadania a princípio estava com a proposta de lançar uma candidatura própria. Essa candidatura não vingou e então é provável que o Cidadania avance para apoiar alguma candidatura”, disse.

PB Agora