Brasil leva susto, mas vence a Venezuela de virada nas Eliminatórias

O Brasil não fez um jogo magnífico, mas foi o suficiente para vencer a Venezuela, pela 11ª rodada das Eliminatórias da Copa do Mundo de 2022, e manter a série invicta na competição. Os comandados de Tite saíram atrás e viram Soteldo abrir o placar. Mas Marquinhos, Gabigol e Antony marcaram e garantiram a nona vitória brasileira em nove jogos disputados.

Os primeiros 45 minutos foram de pouca velocidade e quase nenhuma criatividade da Seleção Brasileira. Com muita lentidão na saída de bola, a equipe de Tite quase sempre foi controlada pela forte marcação venezuelana. Chamou atenção o alto número de escorregões dos jogadores brasileiros.

Inclusive, aos 10 minutos, foi a vez de Marquinhos e Fabinho escorregarem na grande área e verem Eric Ramírez marcar o único gol da primeira etapa.

Estreante na seleção principal, Guilherme Arana, jogador do Atlético-MG, fez um primeiro tempo ruim, criando pouco na frente e dando espaços na marcação. Mas foi complicado destacar atuações individuais na primeira etapa, pois ninguém foi bem nos 45 minutos iniciais.

Vale ressaltar que Danilo, Paquetá e Gerson erraram lances simples. Na segunda boa jogada construída pelo Brasil – Soteldo parou no lance -, time troca passes por 1min20seg até Danilo cruzar para Gabigol, mas a zaga da Venezuela afastou.

Para o segundo tempo, Tite tirou Everton Ribeiro para colocar Raphinha, que estreou com a camisa da seleção brasileira. E o debutante entrou bem: conseguiu três escanteios no início do segundo tempo. Ele também partia para cima e dava opção pela ponta direita, lugar ultimamente ocupado por Gabriel Jesus.

Aos 11, o Brasil até empatou, mas não valeu. Guilherme Arana cobrou falta na área e Thiago Silva subiu sozinho para cabecear e marcar, mas a arbitragem marcou o impedimento do jogador brasileiro. Porém, aos 25, um outro defensor fez e valeu. Raphinha cobrou escanteio na segunda trave e Marquinhos subiu sozinho para cabecear para o chão, como manda o almanaque.

O Brasil não se contentou com o empate e foi para cima da Venezuela em busca da virada. E conseguiu. Em contra-ataque, Vinicius Junior recebeu na área e finalizou para defesa de Graterol. No rebote, Gabigol dominou e foi derrubado. Pênalti marcado. O atacante do Flamengo, que não marcava um gol desde 28 de agosto, cobrou bem a penalidade máxima e comemorou bastante.

Já nos acréscimos, a Seleção de Tite conseguiu fazer mais um e encaminhar a vitória. Emerson encontrou Raphinha na área pela direita. O camisa 17 levou no fundo e tocou na medida para Antony empurrar para o gol.

Depois de fazer o terceiro, o Brasil apenas administrou o resultado para conseguir mais uma vitória. O próximo duelo é no domingo (10) diante do da Colômbia, no Estádio Metropolitano Barranquilla, às 18h, em duelo adiado da quinta rodada das Eliminatórias.