O presidente estadual do PSD, o ex-prefeito de Campina Grande Romero Rodrigues declarou nesta quarta-feira (27) que ainda não se encontrou com o governador da Paraíba, João Azevêdo (Cidadania) para tratar de uma possível união visando a formação de uma chapa para as eleições de 2022.

De acordo com ele, em entrevista à rádio Correio, até o final dessa semana ele deve estar oficialmente se posicionando sobre o seu futuro político.

“Ao longo desses dias a gente vai tá com serenidade compreendendo que às vezes não se consegue conciliar todos os pensamentos pois isso é natural da política e a gente vai tá essa semana aí tomando uma decisão em torno desse futuro” disse.

Quanto a uma conversa com João, Romero reforçou que ainda não encontrou o chefe do executivo paraibano, nem tampouco tratou com ele sobre composições políticas.

“Não conversei com ele nem em Brasília nem em nenhum lugar desse Brasil” enfatizou.

Romero ainda frisou que não autorizou ninguém a falar em seu nome, seja com relação à desistência de candidatura, seja com relação a possível composição com o governador.

“No mais são especulações de coisas que inexistem, naturalmente a gente escuta pela imprensa uma fala em torno de unidade e conciliação que é possível na política, pacificar o estado, mas não tem nada decidido. Mas no dia que tiver que conversar não vai ser escondido para quem quer que seja, vai ser de forma clara como sempre foi em toda minha vida pública. Nem falei nem ninguém ficou recomendado a falar em meu nome nesse processo, mas até sexta feira provavelmente eu possa passar uma informação mais concreta, consistente e resolutiva em torno da minha decisão” concluiu.

PB Agora