Com a filiação ao PL em suspensão , o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) admitiu que conversa com outros partidos. Um deles é o Progressistas, que segundo o presidente da República, ainda deseja agregá-lo aos seus quadros.

Em meio a isso, ele disse que sua situação com o PL depende de Valdemar Costa Neto, presidente da legenda, “com a sua habilidade de que todo mundo conhece, conduzir a coisa”.

“O PP me quer lá ainda. Conversei com o Ciro [Nogueira, ministro-chefe da Casa Civil], com o Fábio Faria [ministro das Comunicações], Rogério Marinho [ministro do Desenvolvimento Regional], as pessoas que estão no Brasil. Eu tenho um limite. [Conversei com] O Republicanos também”, disse o presidente nos Emirados Árabes, segundo a Folha de S. Paulo. Ele falou com a imprensa durante visita à Expo 2020, em Dubai, nesta segunda-feira (15).

Os ministros citados estão em partidos diferentes: Ciro é presidente licenciado do PP, Fábio Faria está no PSD, mas, segundo o Metrópoles, tem filiação acertada para o Progressistas. Já Marinho está sem partido no momento.